Por administrador em 24/jun/2014

Servidores federais realizam novo Dia de Luta na próxima quarta (25)



No próximo dia 25, os servidores públicos federais no Distrito Federal voltam a se manifestar em defesa da pauta de reivindicação da Campanha Salarial 2014. A categoria, organizada pelo Sindsep-DF, realizará assembleia pela manhã, no Espaço do Servidor (Esplanada dos Ministérios). A atividade faz parte de mais um Dia Nacional de Luta do funcionalismo público, realizado em todo o País, agendado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal – Condsef.

Pela agenda da Confederação, nova manifestação será realizada no dia 3 de julho. Apesar da mobilização dos servidores públicos, o governo federal segue sem apresentar propostas aos trabalhadores. De acordo com o secretário geral do Sindsep-DF, Oton Pereira Neves, “esta é uma das campanhas mais difíceis que os servidores públicos já enfrentaram”.

Segundo secretário geral do Sindsep-DF, entre as principais reivindicações dos servidores públicos federais estão a antecipação da parcela de reajuste salarial de 2015 para 2014; a incorporação das gratificações ao vencimento básico; a equiparação dos benefícios do poder Executivo com os demais Poderes brasileiros; e a regulamentação da Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho – OIT, que regula direitos dos servidores públicos.

Cultura e universidades

Servidores da Cultura suspenderam no último dia 16 a greve que durou pouco mais de um mês. Um dos principais motivadores para o retorno aos trabalhos foi a decisão do Superior Tribunal de Justiça – STJ, que determinou retorno imediato ao trabalho dos servidores do Ibram e Iphan.

A judicialização da greve também foi adotada para as universidades federais. No site da Universidade de Brasília – UnB foi publicado que o Superior Tribunal de Justiça, em medida liminar, determinou o fim da greve dos servidores das universidades e institutos federais. Entretanto, o Sintfub, sindicato que representa os servidores técnico-administrativos da Universidade, ainda não foi notificado.

Na próxima terça-feira, dia 24, a categoria, em greve desde o dia 17 de março, realiza assembleia, às 9h, na Praça Chico Mendes (UnB).

Imprimir