Por administrador em 18/dez/2012

Servidores entregam pauta ao governo e cobram abertura de processo de negociação



A comissão de servidores da campanha unificada e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) foram recebidas no início da tarde desta terça-feira (18) pelo secretário de Administração Wilmar Lacerda e pelo presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício (PT), no Palácio do Buriti. Os diretores Washington Dourado e Maria José Barreto (Zezé) representaram o Sinpro. Na reunião foi entregue a pauta de reivindicações aprovada em assembleia no dia 10 de dezembro de 2012, no Teatro dos Bancários. Os representantes sindicais cobraram a abertura de um processo de negociação com as categorias para tratar da questão salarial e de outros benefícios, como auxílio alimentação, plano de saúde, pagamento de precatórios, aumento do número de concursados, abertura de concursos, dentre outros.

O secretário Wilmar Lacerda garantiu a abertura do processo de diálogo com o Fórum dos Servidores e a CUT, com reuniões ordinárias bimestrais e ainda se comprometeu em apresentar uma resposta à pauta até o final de janeiro. Os sindicalistas deixaram claro ao governo que esta pauta é mais uma etapa do processo de mobilização conjunta com vistas a construção da campanha unificada.

 

Confira abaixo os pontos da Campanha unificada:

Pauta de Reivindicações

1.         Criação da Mesa Permanente de Negociações;

2.         Garantia do Direito de Greve, seguindo orientação da Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT);

3.         Defesa e valorização do serviço público, instituições e órgãos públicos;

4.         Reajuste anual com aumento real de salário;

5.         Implementação do auxílio/plano de saúde;

6.         Reajuste com valorização digna do auxílio alimentação;

7.         Qualificação permanente dos servidores públicos;

8.         Garantia da participação dos trabalhadores nos Conselhos do GDF;

9.         Pagamento dos exercícios findos e aumento do pagamento da porcentagem da RPV para 40%;

10.       Pagamento dos precatórios;

11.       Contra a terceirização, privatização e concessões no serviço público;

12.       Criação de creches públicas;

13.       Criação da Universidade Distrital;

14.       Paridade entre servidores públicos ativos e aposentados;

15.       Realização de reestrutura administrativa no sentido de diminuir a quantidade de cargos em comissão e garantir a fração mínima de 50% dos cargos para servidores das respectivas carreiras em cada Poder e órgão.

Imprimir