Por administrador em 04/jun/2014

Servidores de Planaltina de Goiás arrancam conquistas da prefeitura local



Após 14 dias em greve e muita pressão junto à prefeitura, os servidores municipais de Planaltina de Goiás obtiveram uma grande vitória e avançaram na pauta de reivindicações.

A pauta conquistada inclui 5% do incentivo funcional a quem solicitou e ainda não havia recebido, mais 2,5% em novembro e 2,5% em maio de 2015; 5% do incentivo funcional àqueles que já recebiam 5% (completando os 10% previstos em lei); cumprimento da lei do abono anual a todos os servidores (5 dias); fornecimento de equipamentos de proteção (EPI) para os servidores; concessão de plano de saúde (projeto está na Câmara); e abono de todas as faltas dos dias de greve, com reposição negociada com as chefias imediatas.

O presidente do Sindiplag – sindicato que representa os municipais -, Jurandir Rodrigues Rocha, disse que “as conquistas parecem pequenas, porém, frente à atual conjuntura e aos problemas com o Executivo, a categoria está de parabéns, pois lutou por seus direitos e não baixou a cabeça”.

Ao logo da greve, que se encerrou por decisão de assembleia realizada no dia 22 de maio, a CUT Brasília acompanhou de perto a questão, manifestando apoio à luta e às reivindicações dos servidores e do Sindiplag.

Impeachment

De acordo com o secretário-geral do Sindicato, João Edson Pereira de Carvalho, o pedido de impeachment do prefeito Eles Reis – encaminhado pelo Sindiplag junto aos vereadores – continua tramitando na Câmara Municipal. “A Comissão Processante para apurar denúncias contra o prefeito da cidade foi instalada e vamos esperar a Câmara se pronunciar. Ela tem 90 dias de prazo para fazer isso”.

João Edson reforçou que, independentemente do que venha a acontecer, a categoria saiu-se vitoriosa dessa luta. “Não foi nada fácil, mas conquistamos uma grande vitória”, disse.

Imprimir