Por administrador em 31/mar/2014

Seminário Saúde do Trabalhador promovido pelo Sinpro abordou temas importantes para a categoria



No último dia 21 de março, cerca de 200 professores (as) e orientadores (as) estiveram presentes no auditório da Escola Parque da 308 Sul, para o Seminário Saúde do Trabalhador promovido pelo Sinpro.

Gilza Lúcia Camilo, diretora do sindicato, ressalta a importância deste evento. “A categoria encontra-se doente e precisa de informação, precisa ser valorizada. Carece de um ambiente de trabalho mais humano, com qualidade de vida para prevenir o adoecimento. Precisamos forçar o governo a ter políticas públicas para promoção da saúde e a prevenção de doenças, além de diminuição no número de professores readaptados. O Sinpro vem fortalecendo esta luta e chama todos (as) os (as) professores (as) e orientadores (as) para essa questão. Precisamos de uma qualidade de vida digna. O professor  precisa ser valorizado e reconhecido, para ele continuar desempenhado o papel na sociedade”, afirma.

A diretora Zezé agradeceu a presença de todos e fez um balanço do seminário. “Foi um debate riquíssimo, as palestras mostraram realmente o problema do assédio moral, que é muito maior que imaginamos. Há também a omissão do Estado nessa questão…  Além da gestão democrática, todos os professores precisam lutar pra serem protagonistas , para que na escola não ocorra o assédio moral, nem a omissão a este respeito”, diz.

Imprimir