Por administrador em 08/out/2012

Seguranças da CLDF impedem mostra de escola



Na Semana de Luta da Pessoa com Deficiência, organizada pela Coordenação Regional de Ensino de Samambaia no SEST SENAT de Samambaia e realizada no dia 19 de setembro de 2012, nossa escola participou com duas apresentações de palco (com alunos e professores de turmas de integração inversa)  e um estande com materiais confeccionados por alunos da Sala de Recursos e com um Ambiente Sensorial, onde os participantes foram convidados a SENTIR.

Guiados por alunas da escola as pessoas eram vendadas e guiadas dentro do ambiente e provavam, sentiam, tocavam, ouviam sensações diversas. A proposta foi tão bem aceita que nossa escola foi convidada a participar de um momento equivalente no último dia 02 de outubro no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Ao chegar ao local, fomos rapidamente montando as barracas e preparando nosso espaço. Mas de repente os seguranças da Casa chegaram e perguntaram o porquê daquelas barracas, o que iríamos fazer ali. Ao tentarmos explicar nossa proposta o segurança muito grosseiramente alegou que o piso tinha garantia de cinco anos, que não havia sido comunicado de nenhuma barraca e perguntou por que não levávamos o estande para fora do auditório.

Sem entendermos nada, afinal fomos convidados a participar do evento, tentamos explicar que o chão seria protegido por TNT e que a escola se encarregaria de montar e desmontar o ambiente sem nenhum prejuízo ao piso, mas, grosseiramente e de maneira irredutível o segurança e uma acompanhante mandaram que a escola desmontasse tudo.

Imediatamente recolhemos nosso material e a Escola Classe 419 de Samambaia se retirou do local. Muitos assessores e responsáveis pelo evento, após a brutalidade do camarada, tentaram se desculpar e reparar o dano feito, mas depois de humilhadas em público e chateadas, as responsáveis de retiraram do local. Uma das senhoras responsáveis pelo evento veio em nosso encontro e nos pediu que reconsiderássemos, mas depois de tudo não havia mais tempo nem astral para remontarmos tudo e  fazer de conta que nada havia acontecido.

Será que os mais de 80 funcionários da nossa não contribuem o bastante com impostos para, ao sermos convidados, sermos tratados de forma tão grotesca por causa de um piso? Será que a Câmara Legislativa, Casa do povo brasiliense, não tem educação para receber e tratar com dignidade seus convidados?

A Escola Classe 419 de Samambaia convida os Deputados Distritais e os dirigentes e demais funcionários a visitarem nossa escola e nós, alunos, funcionários e comunidade mostraremos como se deve tratar um visitante em nossa casa.

Assinam: Funcionários da EC 419 de Samambaia.

Imprimir