Por administrador em 18/mar/2012

Secretário de Educação não é porta-voz da categoria




Em reunião na Comissão de Educação da Câmara Legislativa, ocorrida na quarta-feira, dia 14, o secretário de Educação do DF, Denilson Bento, fez afirmações em nome do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF).  A informação foi publicada na edição do dia 15 do Jornal de Brasília, na coluna Do Alto da Torre, escrita pelo jornalista Eduardo Brito.

O Sinpro-DF lembra que ele não é membro da Diretoria do Sindicato e, portanto, não está autorizado a falar em nome da entidade. Nós, integrantes da Diretoria Colegiada do Sinpro-DF, eleitos pelas professoras e professores do ensino público do DF, somos, portanto, os únicos que têm legitimidade para serem porta-vozes da categoria.

Não bastasse  falar em nome do Sindicato, o professor Denilson Bento ainda afirmou “que não interessa mais ao Sinpro que os reajustes da categoria sejam da mesma ordem que os percentuais de aumento do Fundo Constitucional do Distrito Federal”.

Só para esclarecer: o reajuste de acordo com o percentual concedido ao FCDF tem sido garantido nos últimos anos e é o mínimo que a categoria deveria receber para continuar a trilhar o caminho em busca da isonomia com as demais carreiras de nível superior do GDF. Perspectiva essa que foi um compromisso assumido pelo GDF e não cumprido pelo governador. É sobre esse descumprimento  que o Secretário deveria falar.

Clique aqui caso queira ler a nota: http://www.clicabrasilia.com.br/edicaodigital/pages/20120315-jornal/pdf/21.pdf)

 

Imprimir