Por administrador em 25/ago/2010

Relator da CPI da Codeplan pede indiciamento de 22 envolvidos



O relator da CPI da Codeplan, deputado distrital Paulo Tadeu (PT), acaba de ler, por volta de 13h25 desta quarta feira (25/8), o relatório produzido a partir das investigações sobre o suposto esquema de corrupção, envolvendo os governos Joaquim Roriz (PSC) e José Roberto Arruda (sem partido). Ele concluiu pela existência de uma rede de ilegalidades que teriam sido praticadas há, pelo menos, uma década. O relator pede o indiciamento de 22 pessoas:

– Joaquim Roriz (ex-governador do DF e candidato em 2010)
– José Roberto Arruda (ex-governador)
– Paulo Octávio (ex-vice-governador)
– Leonardo Prudente (ex-distrital)
– Benjamin Roriz (ex-secretário adjunto de relações institucionais)
– Domingos Lamoglia (conselheiro afastado do Tribunal de Contas, ex-chefe de gabiente de Arruda),
– José Geraldo Maciel (ex-chefe da Casa Civil),
– Welligton Moraes (ex-chefe da Agência de Comunicação),
– Fábio Simão (ex-chefe de gabinete de Arruda),
– Marcelo Toledo (policial aposentado e empresário),
– Marcelo Carvalho de Oliveira (executivo das empresas Paulo Otávio),
– Luiz Paulo Costa Sampaio (ex-presidente da Agência de Tecnologia da Infomação),
– José Huberto pires (ex-secretário de governo),
– Fernando Antunes (ex-presidente do PPS no DF),
– Gibrail Gebrim (ex-gestor da Secretaria de Educação),
– Roberto Gifonni (ex-corregedor do DF),
– Ricardo Penna (ex-secretário de planejamento),
– Gilberto Lucena (dono da Linknet),
– Maria Cristina Bonner (empresária e dona TBA),
– Eurides Brito (ex-distrital)
– Júnior Brunelli (ex-distrital)
– Omézio Pontes (ex-assessor de Arruda)
Por Lilian Tahan, do Correio Braziliense

Imprimir