Por administrador em 16/jun/2011

Reforma política: Mulheres participam de ato na Câmara dos Deputados



O Fórum em Defesa da Participação das Mulheres na Reforma Política , do qual a Central Única dos Trabalhadores do Distrito Federal (CUT-DF) participa, realizou nesta quarta-feira (15) mais um ato para chamar a atenção para a importância e a necessidade da luta das mulheres em travar o debate de gênero na reforma política. A atividade foi na Câmara dos Deputados, onde as mulheres conversaram com parlamentares sobre o assunto. Em dois dias de mobilização, o Fórum conseguiu dar visibilidade ao movimento. “Mostramos que as mulheres não estão passivas diante dos debates sobre a reforma política que ocorrem no Congresso Nacional e estamos pautando as prioridades das mulheres na reforma”, disse a secretária de Mulheres Trabalhadoras da CUT-DF, Maria da Graça de Sousa.

A secretária de Comunicação da Central, Maria Augusta Ribeiro, classificou a mobilização como muito positiva. “Vários parlamentares não sabiam dessa luta dos movimentos feministas, dos sindicatos e da CUT”, afirmou, enfatizando querer ver “esse apoio transformado em voto na reforma política, de forma que haja igualdade entre homens e mulheres nas instâncias decisórias de poder”. A bancada feminina da Câmara reuniu-se ontem para formular um manifesto em defesa de uma emenda que contemple a igualdade de gênero na reforma política. O documento será entregue ao relator Henrique Fontana (PT-RS).

Dos 513 parlamentares que integram a Câmara dos Deputados apenas 46 – 9% – são do sexo feminino. Segundo dados divulgados pela Organização Internacional União Parlamentar, Cuba e Argentina figuram entre os países com maior representação feminina, com 43% e 40%, respectivamente.

Com informações do site da CUT-DF

Imprimir