Por administrador em 12/nov/2010

GDF quebra acordo com os professores



No mês de junho, em reunião entre a Comissão de Negociação do Sinpro-DF e a Secretaria de Educação, foi estabelecido o cronograma dos pagamentos de pendências referentes aos anos de 2007, 2008 e 2009. Em setembro ocorreu o pagamento de 2007, outubro o referente a 2008. De acordo com esse cronograma, o pagamento das pendências de 2009 deveria ocorrer em novembro, mas a Secretaria, em reunião realizada nesta sexta-feira (12) informou que não há orçamento suficiente para quitar essas pendências. Mais uma vez, descumpre acordo feito com a Comissão, além de jogar por terra o argumento do governo de que assumiriam as dívidas da atual gestão. A diretoria do Sinpro-DF retomará a discussão com o governador Rogério Rosso para chegar a uma solução e garantir o cumprimento do acordo.
Gestão Compartilhada – Com relação à Gestão Compartilhada, a Secretaria de Educação informou que pretende encaminhar o processo de eleição apenas nas unidades onde os membros ou um dos membros (diretor ou vice) não tenham passado pelo processo seletivo (não tenha sido oriundo do banco). Isto significa que menos de vinte escolas passarão pelo processo ainda este ano, porém, sem a aplicação da prova. Vale lembrar que o modelo de gestão que continuaremos defendendo é outro, já que o proposto não representa o mais democrático.
Contrato temporário – A previsão é de que até a próxima quinta-feira (18) o edital do concurso do processo seletivo para contratação temporária seja publicado. A prova ocorrerá dia 4 de dezembro e no dia 16 o resultado deve ser divulgado. É importante salientar que já está na Câmara Legislativa o projeto de lei que prevê o fim do interstício para o contrato temporário. Quem firmou o contrato nos últimos dois anos poderá se inscrever para o processo seletivo para 2011.

Imprimir