Por administrador em 03/nov/2011

Público é quem vai escolher ganhadores do 1º Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre



A votação para o 1º Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre 2011 termina no dia 30 de novembro. No dia 1º de dezembro, a CUT anuncia os nomes dos vencedores e, no dia 13, realiza a festa de entrega dos prêmios no Teatro do TUCA, em São Paulo. O objetivo do prêmio é homenagear pessoas e instituições que se destacaram na luta pela redemocratização do Brasil e na luta pelo aperfeiçoamento do regime democrático brasileiro. Receberão o prêmio os mais votados em cada uma das seis categorias do prêmio. O público poderá votar em cinco categorias.

A escolha da (o) homenageada (o) para receber o prêmio da 6ª categoria, destinado a Personalidade ou Instituição de Destaque na luta pela democracia e liberdade, será feita pela Executiva da CUT com a colaboração de pessoas comprometidas com os valores que norteiam a premiação. Esse grupo também indicou nomes que vão concorrer nas outras cinco categorias do prêmio.

Conheça as categorias nas quais você poderá votar e ajudar a escolher o vencedor:

 

Categoria 1: Personalidade de destaque na luta pela Redemocratização do Brasil

 

Indicados: Idibal Pivetta; Maria Augusta Capistrano; e Rosalina de Santa Cruz.

 

Categoria 2: Personalidade de destaque na luta por Democracia, Cidadania e Direitos Humanos

Indicados: Frei Beto; Clara Charf; e Gegê.

 

Categoria 3: Personalidade de destaque na luta por Democracia e Direitos dos Trabalhadores

Indicados: Maria da Penha; Abdias Nascimento; e Virgílio Gomes da Silva.

 

Categoria 4: Personalidade de destaque na luta por Democracia e Justiça no Campo

Indicados: Dom Pedro Casaldáliga; Valdir Ganzer; e Manoel da Conceição.

 

Categoria 5: Instituição de destaque na luta por Democracia e Liberdade

Indicados: Movimento dos trabalhadores sem Terra (MST); Central Única das Favelas (CUFA); e Central dos Movimentos Populares (CMP).

 

Como votar

Todos podem votar e ajudar na escolha dos premiados. Participe! Vote e convide seus familiares e amigos a votar também. Para votar, basta acessar o site da CUT (www.cut.org.br) e clicar no banner do 1º Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre, onde está escrito “Clique aqui e vote nos seus candidatos”; depois, clique onde está escrito “escolha seus candidatos”. Você pode também acessar diretamente o endereço do prêmio: http://premio.cut.org.br/

Escolha seu candidato na categoria um, clique em cima do nome para confirmar seu voto; automaticamente, a página seguinte se abrirá na tela do seu computador mostrando os indicados da segunda categoria, escolha seu preferido, clique em cima do nome para confirmar seu voto; repita o processo até votar nas cinco categorias.

Atenção: para concluir o voto, é preciso votar em todas as categorias. Ao terminar, surgirá na tela do seu computador a confirmação do seu voto. Não aparecerão parciais dos resultados. É importante lembrar que, por motivos de segurança, haverá restrição de ID, ou seja, cada pessoa poderá votar apenas uma vez do seu computador. No site do prêmio você encontrará também uma breve biografia de cada um dos indicados nas cinco categorias nas quais poderá votar.

Premiação

A cerimônia de premiação será realizada no dia 13 de dezembro, no TUCA (Teatro da Universidade Católica), em São Paulo. Os premiados receberão o troféu símbolo do prêmio, criado pelo artista plástico Elifas Andreato.

A história do Prêmio

No dia 13 de dezembro do ano passado, após o retrocesso nos debates políticos da última campanha eleitoral, com ataques aos direitos individuais dos brasileiros: discriminação contra união de pessoas do mesmo sexo e aborto, só para ficar em dois temas polêmicos -, a CUT realizou o ato Democracia e Liberdade Sempre, no Rio de Janeiro. A data é simbólica. No dia 13 de dezembro de 1968 os brasileiros foram surpreendidos com um dos maiores atentos à liberdade individual e coletiva de toda a história do País.

A junta militar que governava o país com mãos de ferro desde o golpe de 1964, suspendendo as eleições direitas para o cargo máximo da nação – a presidência da república – instituiu neste dia o Ato Institucional 5. O AI-5 deu ao general presidente da República poderes para cassar mandatos eletivos, suspender direitos políticos, demitir ou aposentar juízes e outros funcionários públicos, suspender os habeas corpus em crimes contra a segurança nacional e legislar por decreto, ampliando os instrumentos de repressão da ditadura militar.

A mobilização popular trouxe de volta ao Brasil o espírito da liberdade, contribuindo decisivamente para a redemocratização do País. A democracia é uma ferramenta que facilita a preservação do estado de liberdade, mas a sociedade civil organizada precisa se manter alerta na defesa permanente desse direito.

Foi com esse espírito que a CUT realizou, no ano passado, o Ato Democracia e Liberdade Sempre, e é com este espírito que a CUT decidiu realizar a cada dois anos um evento de premiação em homenagem aos brasileiros e às brasileiras que lutaram e continuam lutando em defesa da democracia. Com este prêmio, a CUT reafirma o princípio que rege a central desde a sua criação: a luta pela democracia e liberdade sempre.

Com informações da CUT

Imprimir