Por administrador em 19/nov/2009

Projeto sobre violência nas escolas é discutido no Congresso



Apesar da escola ser um lugar para aprender, crescer e evoluir, os casos de agressão entre alunos e também de alunos com os professores são cada vez mais frequentes. Por isso, o Senado estuda um projeto para punir os estudantes violentos. O projeto dá poderes aos juízes para mudar de turma ou mesmo de escola o aluno que ameaçar ou cometer violência contra um professor. Os juizes poderiam até exigir que o estudante mantenha uma distância mínima da vítima. O projeto surgiu a partir de uma pesquisa realizada por professores e alunos no Rio Grande do Sul.
O levantamento concluiu que:
– 58% dos professores não se sentem seguros no trabalho;
– 87% não se consideram amparados pela lei quando são vítimas;
– e em caso de violência, hoje escolas se limitam a chamar os pais do agressor.

Entre os exemplos de agressão está o sofrido por uma professora de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, no ano passado. De forma covarde a professora foi agredida por um aluno com socos e chutes. “Primeiro ele deu um soco na minha boca. Eu corri dele e ele me deu uma rasteira e me jogou no chão. Eu gosto do que faço, mas numa situação dessas a gente perde a emoção, perde o encanto de dar aula”, relata. O projeto ainda está sendo discutido no Congresso Nacional.

Com informações do site do Jornal Hoje

Imprimir