Por administrador em 18/jul/2014

Programa Alternativo mostra projeto que aproxima alunos dos gêneros textuais



Uma parceria entre o lúdico e o pedagógico tem ajudado os alunos e alunas do Caic Ayrton Senna de Samambaia a compreender um pouco mais sobre os gêneros textuais. Com o objetivo de influenciar os alunos a conhecer os variados gêneros textuais e ainda estimular a comunicação entre estudantes, professores e funcionários da escola, o projeto O Carteiro Chegou ainda desenvolve o gosto pela literatura. O projeto é destaque no Programa Alternativo deste sábado (19).

Segundo o professor de atividades Fabiano Gomes Félix, os coordenadores pedagógicos e a supervisão pedagógica utilizam um livro de literatura, e a cada capítulo fazem uma encenação teatral com os alunos. “A cada capítulo um carteiro leva um gênero textual para o professor. A partir daí os coordenadores pedagógicos trabalham este gênero com os estudantes, transformando a atividade em algo lúdico e interessante”, explica o professor, comentando que a escola conseguiu, junto aos Correios, duas caixinhas de coleta. “Criamos endereços dentro da própria escola com o objetivo de estimular a comunicação entre os professores e alunos. Além de ajudar no conhecimento dos diversos gêneros textuais, o projeto trabalha a socialização”.

O projeto será finalizado em novembro com uma peça baseada em uma das obras literárias trabalhadas em sala de aula. “Este projeto envolveu toda a escola. Por meio da leitura, vários gêneros textuais foram escritos, fazendo com que os alunos pudessem trocar correspondências entre eles. Projetos como este incentivam os alunos, pois os mesmos aprendem através do lúdico”, finaliza o diretor da Secretaria de Imprensa do Sinpro, Samuel Fernandes.

O Programa, apresentado pelo SBT, vai ao ar sempre aos sábados, às 13h15, e mostra entrevistas e matérias referentes à realidade da educação no Distrito Federal. Um dos objetivos é oferecer a oportunidade para que escolas e professores participem da discussão e enviem sugestões para os próximos programas. As pautas podem ser mandadas para o e-mail faleconoscoimprensa@sinprodf.org.br.

Imprimir