Por administrador em 28/maio/2012

Programa Alternativo mostra a beleza no ambiente prisional



Uma prática ressocializadora desenvolvida entre detentos é um dos temas do Programa Alternativo deste sábado (02). Desde 2006 o professor José Nildo de Souza realiza no Centro de Internamento e Reeducação (CIR), Prisão do Distrito Federal I e II, Presídio Feminino, Centro de Detenção Provisória (CDP) e a Área de Tratamento Psiquiátrico (ATP) uma experiência estético/cênica nos presídios do DF, com o objetivo de encontrar a beleza dentro da vida do detento em um ambiente prisional. Segundo o professor José Nildo, de 2006 a 2010 a prática aconteceu em sala de aula, com turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), e de 2011 a 2012 se tornou um programa de formação docente para professores e profissionais que atuam na ressocialização de detentos.

“Esta prática trabalha a linguagem corporal do sentenciado a partir de uma percepção direta que descobri nos modos de sentir, andar e na postura do detento (cabeça baixa, ombros encolhidos e braços para trás). A partir desta postura corporal no presídio, trouxe para a sala de aula este condicionamento corporal disciplinar dentro do presídio. Com isto criei exercícios expressivos corporais, exercícios de sensibilização, dinâmicas de grupo, movimento expressivo e encenação teatral utilizando a música clássica, e com isto mostrar a beleza dentro do ambiente prisional”, explica José Nildo, que é membro da FUNAP/SEDF.

O Programa, apresentado pelo SBT, vai ao ar sempre aos sábados, às 13h15, e mostra entrevistas e matérias referentes à realidade da educação no Distrito Federal. Um dos objetivos é oferecer a oportunidade para que escolas e professores participem da discussão e enviem sugestões para os próximos programas. As pautas podem ser mandadas para o e-mail faleconoscoimprensa@sinprodf.org.br.

Imprimir