Por administrador em 22/mar/2011

Membros do Ministério da Educação de Angola visitam escola pública no DF



Os representantes do Ministério da Educação de Angola em visita a A EC 45 de Ceilândia desejavam conhecer o trabalho da escola, que tem como princípio a coletividade e o gerenciamento dos recursos. Os professores africanos conheceram o trabalho da equipe sob a direção de Raimundo Amarildo de Sousa que falou da importância dessa coletividade e da valorização dos profissionais da educação, da maneira como se deve tratar os alunos, como aplicar os recursos da escola de forma otimizada primando pelo necessário. A escola é referência no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb, nessa escola é 5,9 pontos – uma das mais altas do País para escolas públicas).
A Escola Classe 45 de Ceilândia desenvolve vários projetos com destaque local, dentre eles o pojeto chamado “Irmãos de Sangue”, cujo objetivo é a troca de experiências As crianças da Ceilândia enviarão cartas aos coleguinhas da mesma  idade das escolas públicas de Angola, apresentando as dificuldades e virtudes da educação no Brasil e vice versa.
De acordo com Madalena Rodrigues, o Banco Mundial irá financiar um projeto voltado para a educação e, como a Angola passa por reforma nessa área, é uma ótima oportunidade de trocar experiências. “O Brasil é um laboratório de gestão educacional”, acrescentou. A comitiva anotou todas as informações obtidas durante a visita que servirá de base para as
decisões que serão tomadas na Angola.

Imprimir