Por administrador em 24/jul/2009

Professora de Planaltina assassinada em Goiás



O assassinato da professora Paula Cristina de Araújo no dia 15 de julho chocou amigos, familiares e a população de Formosa (GO), cidade onde ela morava. Com 37 anos de idade, a professora de atividades do CEF Rio Preto, em Planaltina, estava com o ex-marido, um policial do DF, no momento do assassinato, que ocorreu em local ermo.
Ele alega que foram vítimas de um assalto, mas há muitas contradições em seu depoimento. Outro fato que eles estranham é que antes de chamar a ambulância ele contactou um amigo também policial, que foi ao local do crime.
Os familiares e amigos da professora, que compareceram em peso na missa de sétimo dia realizada na última terça-feira, exigem que a investigação seja criteriosa e que os culpados sejam punidos. Paula deixou dois filhos e muita saudade de todos os que conviveram com ela.

Imprimir