Por administrador em 16/ago/2013

Professor regente e de educação física juntos nas séries iniciais



Na manhã desta quinta-feira (15), a Secretaria de Educação do Distrito Federal lançou oficialmente o Projeto Educação com Movimento – Educação Física nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. O projeto visa à melhoria da qualidade de atendimento das necessidades educacionais dos estudantes da rede pública de ensino, por meio da reestruturação didático-pedagógica, inserindo o professor de educação física nos anos iniciais do ensino fundamental.

O evento foi realizado no auditório da sede da SEDF e contou com a participação de coordenadores Regionais de Ensino, coordenadores intermediários de anos iniciais e de educação física, gestores, professores de educação física e de atividades das instituições educacionais participantes da ação.

Para a elaboração do projeto, a Subsecretaria de Educação Básica da SEDF (SUBEB), reuniu suas coordenações de Ensino Fundamental e de Educação Física e Desporto. A redação do documento foi embasada em projeto existente desde maio deste ano letivo, nas Escolas Classes 15 e 18 de Taguatinga. A ação deu espaço a uma escola pólo em cada uma das 13 Coordenações Regionais de Ensino (CRE’s), que ainda não conheciam a proposta.

Para o projeto-piloto, a ser trabalhado neste segundo semestre letivo, foram direcionados 18 professores de educação física, para 13 escolas, distribuídas em 11 CRE’s. Neste primeiro momento, serão atendidas 270 turmas, que compreendem um total de 6.750 estudantes das séries iniciais. Para 2014, a SUBEB almeja ampliar este número, para o maior possível.

Segundo a subsecretária de Educação Básica, Sandra Zita Tiné, o Educação com Movimento vai ao encontro do que está inserido no Projeto Político Pedagógico da SEDF. “A proposta reafirma que nossos alunos terão todas as possibilidades educacionais”. Sandra explica que a iniciativa percebe os estudantes como cidadãos de direito. “Ampliar a educação física para os anos iniciais é entender que o desenvolvimento tem que ser completo e o projeto trará resultados mais que satisfatórios para o processo de ensino e aprendizagem”.

De acordo com o coordenador de Educação Física e Desposrto Escolar, Geraldo Pereira, a inserção do professor de educação física nos anos iniciais é a conquista da união de formações profissionais, em busca de um mesmo objetivo. “Entendemos que esta intervenção, professor regente e professor de educação física é uma soma necessária para resultados a serem alcançados pelos alunos”. Geraldo lembrou a necessidade da formação continuada para os professores. “Precisamos entender que temos que estar em constante processo de estudo, para aprimorarmos os conhecimentos”.

A coordenadora de Educação Fundamental, Kátia Franca, disse que o projeto contempla a proposta de inclusão. “Na perspectiva de uma escola inclusiva, temos que incluir todos”. A professora Kátia lembrou aos participantes, que os professores regentes são profissionais com formação em pedagogia. “Os professores regentes se dedicam nas quadras, mas não são especialistas. Com o projeto, atenderemos da melhor forma possível nossos estudantes”.

No evento, os participantes puderam assistir a duas palestras. A primeira foi proferida pelo professor da SEDF, Juarez Sampaio, mestrando em Educação Física e Especialista em Pedagogia do Movimento. Juarez fez uma retrospectiva da educação física trabalhada, nos últimos 15 anos, na Secretaria. O segundo momento foi articulado pela professora da SEDF, Rossana Benck, doutora em Ciências da Saúde e Especialista em Psicologia do Esporte. Rossana falou sobre a importância do empenho dos profissionais da educação física, na busca de alunos fisicamente educados.

 

Fonte: Secretaria de Educação

Imprimir