Por administrador em 27/ago/2013

Professor quer debate na CONAE sobre Estado laico



Como contribuição à Conferência Distrital de Educação – prévia para a CONAE/2014 –, o professor Cristino Cesário Rocha propõe um amplo debate sobre o tema: “Estado Laico”. Segundo ele, a laicidade é uma exigência da própria configuração do Estado dentro de uma realidade diversa em todas as dimensões.

“Defendo essa tendência de Estado por conceber a vida humana como realidades plurais, multidimensionais, complexas e que merece tratamento respeitoso e sem privilégio por parte do poder público. Que prima sob a lógica dos direitos humanos respeitados e resguardados, da diversidade humana, social, política, cultural e religiosa e no compromisso ético com a totalidade”, diz o professor

De acordo com Cesário Rocha, a laicidade na escola é significativa pelo fato da escola ser um espaço público onde se convive com a diversidade sociocultural, humana, religiosa, espiritualista e política. Ele considera que conviver na escola e em outros espaços públicos exige a percepção de que a escolha de uma religiosidade diz respeito a uma decisão intrapessoal, se tornando comunitária à medida em que há adesões particularizadas em espaços também particularizados.

“A educação pública no Brasil, particularmente no DF, necessita de um debate aprofundado sobre o rompimento do pacto colonial e fazer valer a lei e os anseios de diferentes segmentos sociais, sindicais, políticos, educativos e espiritualistas no sentido de  se promover o Estado Laico como um direito”, diz o professor.

Cesário Rocha garante que um dos espaços propício de discussão é a conferência local, a realizar-se nos dias 26 e 27 de setembro, cuja dinâmica reflexiva parte do Documento-Referência CONAE/2014.

 

Leia aqui a íntegra do trabalho do professor Cesário Rocha em contribuição aos debates na conferência preparatória da CONAE.

 

Imprimir