Por administrador em 09/dez/2011

Plano de Saúde: até quando vamos esperar?



Não foi por falta de cobrança: desde o início do ano alertamos para a necessidade de definir as diretrizes do Plano de Saúde dos Servidores Públicos do GDF, para que ele fosse implantado o mais rápido possível. Essa é uma conquista das professoras e professores estendida a todos os servidores e dela não podemos abrir mão! Infelizmente essa é uma novela que se arrasta desde o governo Roriz. Entra governo e sai governo e a enrolação continua.

Vale lembrar que um dos pontos do acordo feito com o GDF era a implantação definitiva do Plano de Saúde a partir de janeiro de 2012. Pelo acordo, a proposta deveria ser apresentada para discussão junto ao fórum de servidores em julho desse ano.  Mas há menos de duas semanas do fim do ano legislativo, não há qualquer posição do governo a respeito do assunto e ninguém conhece o teor da proposta.

É o caso de perguntar? Será mais um compromisso assumido e, mais uma vez, não cumprido? Até quando vamos esperar para ver nossos direitos serem respeitados?

Quem está no dia a dia das escolas públicas sabe o quanto a questão da saúde preocupa a categoria. Somos uma das mais expostas a doenças profissionais, justamente pela falta de um trabalho preventivo e sistemático de atendimento aos educadores. O índice de professores readaptados, ou seja, com limitações para o exercício de sua atividade-fim, é expressivo. Por isso um plano de saúde que atenda às nossas expectativas é fundamental para a melhoria das nossas condições de trabalho e vida.

Os professores exigem respeito! Plano de Saúde é um direito nosso e dele não abriremos mão!

Imprimir