Por administrador em 17/fev/2009

Paulo Tadeu: argumentos do governo não convencem



O deputado Paulo Tadeu (PT-DF) encaminhou correspondência ao Sinpro e aos professores, onde afirma que o governo está buscando justificativas para não cumprir a lei e que o realmente está em jogo é a falta de compromisso do GDF com a educação. Para o parlamentar é fundamental que se trabalhe a unidade da categoria e das forças que a apóiam e que não momento de discutir posições de grupos. Leia a integra da carta:

À Diretoria Colegiada do SINPRO e aos Professores
O Governo Arruda já anunciou que quer dar o calote nos professores e deixá-los sem o reajuste de 19, 98%, garantidos no Plano de Carreira. Para isso, tem-se servido da imprensa para discutir questões secundárias e assim desviar a atenção da população para aquilo que não é a questão principal.
O fundamental não é discutir posições de grupos ou dirigentes petistas e da esquerda no Distrito Federal. O que efetivamente está em jogo é a falta de compromisso do GDF com a educação. Ele não assegurou a isonomia com as demais categorias, conforme havia prometido. E agora se esquiva de cumprir a Lei, buscando justificativas em falsos argumentos jurídicos e econômicos que não convencem a ninguém.
Por isso, neste momento, temos de trabalhar a unidade da categoria e das forças que a apóiam para fortalecer o SINPRO e os professores. Nossa solidariedade à Diretoria do SINPRO e aos professores não vem de agora. Somos parceiros e defensores desta luta ao longo de mais de dez anos de mandato parlamentar, como tínhamos sido antes na militância sindical e partidária.
E o reajuste dos professores, que conta com nosso integral apoio, foi um compromisso do GDF. Não é uma questão jurídica, como faz crer o Governo com a ADln do Ministério Público. É política. Basta um mínimo de boa vontade do GDF que todo e qualquer entrave será facilmente superado.
Por essa razão, faremos tudo para que o compromisso seja cumprido e não aceitaremos as mentiras daqueles que estão se negando a conceder o prometido reajuste.
Contem comigo nesta luta.
Brasília-DF, 16 de fevereiro de 2009.

Deputado Paulo Tadeu

Imprimir