Por administrador em 08/abr/2014

Parlamento Juvenil do Mercosul inscreve estudantes até dia 15 de maio



Estudantes de escolas públicas podem se tornar representantes brasileiros no Parlamento Juvenil do Mercado Comum do Sul (Mercosul) até 2016. A seleção é para jovens de 14 a 17 anos, matriculados no primeiro ou no segundo ano do ensino médio.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), os representantes vão discutir a formação política e cidadã da juventude, além de inclusão educativa, gênero, jovens e trabalho, participação cidadã dos jovens e direitos humanos.

As secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal devem organizar encontros de quatro horas para selecionar os alunos. Serão escolhidos, incialmente, três nomes de cada unidade federativa, para indicação ao MEC até o dia 15 de maio.

Na seleção, segundo a pasta, deverão ser garantidas a diversidade e a igualdade, deve ser indicado um representante do sexo masculino, uma do feminino e um de estudantes negros, indígenas, moradores de comunidades populares, das áreas rurais ou com deficiência.

Posteriormente, o ministério promoverá em Vitória, Espírito Santo, de 4 a 7 de junho, o encontro nacional dos selecionados na etapa estadual. Será escolhido, então, um representante de cada estado e do DF.

Esta é a terceira seleção para o Parlamento Juvenil do Mercosul, formado por estudantes dos países que integram o bloco — Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Imprimir