Por administrador em 16/abr/2009

Para procurador, substituir ou cortar ponto é ilegal



O procurador do Trabalho Adélio Justino Lucas convocou direções de escola onde há professores substitutos para a audiência de conciliação, marcada para às 14h desta quinta-feira. Na reunião realizada no dia 14 Lucas foi claro: “A lei de greve proíbe o patrão de convocar substitutos para o lugar dos grevistas. A ameaça de corte de ponto também é ilegal, porque a greve foi considerada legítima pela Justiça e o assunto só deve ser tratado no fim do movimento”.
A audiência será no edifício Imperador, 3º andar, no Ministério Público do Trabalho, na 513 Norte.

Imprimir