Por administrador em 04/dez/2013

Orientador educacional: um elo de mediação no contexto escolar



meg 200x200A profissão de orientador-pedagogo educacional surgiu ainda no Brasil colônia e foi regulamentada em 21 de dezembro de 1968. Uma das poucas profissões regulamentadas, o orientador tem como foco o processo de desenvolvimento e aprendizagem do aluno, bem como a mediação de conflitos no ambiente escolar. Para a diretora do Sinpro e orientadora educacional, Meg Guimarães, o profissional da área ocupa um lugar muito importante no segmento escolar. “O orientador termina sendo um mediador das relações sociais no contexto escolar, tendo como foco principal o desenvolvimento e a aprendizagem do aluno”, explica.

Do ponto de vista da carreira, Meg lembra que o segmento precisa avançar, principalmente na questão da aposentadoria especial. Outro desafio é a garantia de mais profissionais da área nas escolas públicas do Distrito Federal. Segundo a Portaria de Modulação da orientação educacional, existe uma carência de aproximadamente 500 orientadores na rede pública de ensino. “Como representante desse segmento no Sinpro-DF, reafirmo o compromisso de nosso Sindicato com os orientadores, de lutar pelo avanço em nossa pauta de reivindicações, sobretudo na luta pela aposentadoria especial, que é, hoje, uma das principais demandas dos OE’s”, afirma Meg Guimarães.

 

Nome: Meg Barbosa Guimarães
Função: Orientadora educacional, diretora do Sinpro-DF e da CUT-DF
Tempo de magistério: 18 anos
Escolas: Regionais de Ensino de Santa Maria, Gama e atualmente como Orientadora Educacional no CEMAB de Taguatinga.

 

Ver Mais…

Imprimir