Por administrador em 29/jun/2009

Nova diretoria da CUT-DF enfatiza luta



Durante a posse da nova diretoria da Central Única dos Trabalhadores do Distrito Federal (CUT-DF), realizada na sexta-feira, 26, na sede do Sindicato dos Professores (Sinpro-DF), a chapa que dirigirá a Central no próximo triênio 2009/2012, coordenada por Rejane Pitanga, afirmou que o pensamento é em reavivar ainda mais a luta em defesa de todos os trabalhadores, inclusive os do meio rural. Além da confirmação das bases da CUT, pautadas na luta pelos direitos dos trabalhadores, uma das novidades para o triênio é a inclusão de cinco novas secretarias: Saúde do Trabalhador, Relação do Trabalho, Meio Ambiente, Igualdade Racial e Juventude.
Ciente do trabalho que está por vir, Rejane revelou que o resultado das últimas eleições foi uma vitória para a própria Central, já que pela segunda vez desde sua fundação, a escolha de uma diretoria foi feita por unanimidade. “Isto tem uma simbologia muito grande, porque mostra união”, enfatizou. Dentre as prioridades enumeradas por ela está a formação política, a presença constante da CUT junto às bases filiadas, políticas de fortalecimento das centrais e a atenção aos servidores municipais do Entorno do DF. Outra tônica está na sustentabilidade do setor privado, sem esquecer do fortalecimento em relação ao setor público.
Eleita pela segunda vez consecutiva, Rejane Pitanga disse que o momento é de trabalho. Segundo ela, a CUT viveu, nos últimos três anos, momentos difíceis e ainda há muito o que trabalhar e fazer.

Imprimir