Por administrador em 11/nov/2009

Nota da CUT DF sobre a Uniban



A Central Única dos Trabalhadores vem manifestar seu total repúdio à violência sexista contra a estudante Geisy Arruda, de 20 anos, que foi ameaçada e agredida verbalmente dentro da Universidade Bandeirante (Uniban), no último dia 22. Não bastasse esse lamentável episódio, a Uniban havia decidido expulsar a estudante de seu quadro acadêmico, decisão lamentável que já foi revertida.

Criminalizar uma mulher pela violência ocorrida contra ela própria é inaceitável e contribui para banalizar e justificar os elevados índices de crimes contra as mulheres que ocorrem em todo nosso país. A Universidade deve ser um espaço que possa contribuir para a formação da cidadania, para o convívio com o diferente, para o aprendizado do respeito
às diferenças. O ocorrido dentro da Uniban e a medida tomada por esta universidade vão exatamente no sentido oposto. São atos que vão contra a democracia, de extrema intolerância e de desrespeito à soberania das mulheres sobre seus corpos.

A CUT tem entre seus princípios a luta por uma sociedade livre de qualquer tipo de exploração e preconceitos, uma sociedade na qual homens e mulheres possam viver livremente. Os acontecimentos na Uniban evidenciam o quanto esta luta se faz atual e necessária. Não nos calaremos diante de manifestações de violência sexista. Violência Contra as Mulheres, Tolerância Nenhuma!

Central Única dos Trabalhadores do Distrito Federal

Imprimir