Por administrador em 27/nov/2014

Moção de Apoio à APP-Sindicato – Por democracia e escola pública de qualidade



A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa de mais de 2,5 milhões de profissionais da educação básica pública no Brasil, manifesta seu apoio à paralisação “Mais educação, nenhuma violência” realizada pela APP-Sindicato, em 26 de novembro.

Expressamos nossa solidariedade às reivindicações das trabalhadoras e dos trabalhadores na educação pública do Paraná, destacando-se dentre elas as condições de trabalho, mais funcionários nas escolas, o pagamento de bolsas do Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE), plano de saúde para os servidores públicos e eleições para diretores de escolas.

A APP – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná, legítimo representante da categoria expressa neste dia de luta, o luto pela falta de democracia do governo do Estado e pela desvalorização dos(as) trabalhadores(as), da escola e da educação públicas no Paraná. As diferentes e constantes violências sofridas, sejam elas físicas ou verbais, como ocorridas em 4 de novembro na Assembleia Legislativa do Paraná, ou pelos constantes ataques que a categoria sofre todos os dias em seus locais de trabalho são inadmissíveis e levam ao adoecimento e expressam a desvalorização da educação pública pelo Executivo do Estado.

A CNTE expressa seu repúdio ao tratamento dado às trabalhadores e aos trabalhadores em educação e aponta a responsabilidade do Governo Estadual pela falta de funcionários (as) nas escolas, pelas salas de aula superlotadas, pelo desrespeito às promoções e progressões, pela falta de condições de trabalho. Com esse tratamento a educação pública de qualidade, direito fundamental da sociedade paranaense, está inviabilizada.

Solicitamos que a APP-Sindicato seja reconhecida como entidade representativa dos (as) trabalhadores (as) da educação e que a categoria seja respeitada em todos os seus direitos. Além disso, as garantias de educação pública de qualidade e de que os profissionais tenham seus direitos de condições de trabalho e salários dignos estão previstos na Constituição Brasileira. A democracia escolar é reflexo da democracia da sociedade e deve ser implementada em todos os espaços como responsabilidade do Governo do Estado do Paraná.

Imprimir