Por administrador em 16/fev/2011

Manifestação da CUT defende aumento do salário mínimo



Aproximadamente 5 mil trabalhadores públicos federais, representados por 20 entidades sindicais, fizeram manifestação na manhã desta quarta-feira(16), em Brasília, para protestar contra o corte de gastos do governo federal e também para defender um aumento maior que R$ 545 para o salário mínimo. Essas eram bandeiras que se destacavam durante a mobilização, que marcou oficialmente o lançamento da campanha salarial nacional e unificada dos servidores. A maioria das entidades presentes são filiadas à CUT. O presidente da Central, Artur Henrique, ao falar no início da marcha – os manifestantes se concentraram diante da Catedral e de lá foram rumo ao Congresso Nacional, onde mais tarde fizeram ato político – afirmou que o corte de investimentos reflete a agenda daqueles que foram derrotados nas últimas eleições.

Imprimir