Por administrador em 28/out/2012

Leci Brandão anima Festa do/a Professor/a



Vestida de verde rosa, as cores de sua Mangueira, a cantora Leci Brandão fez os/as professores/as caírem no samba na noite  do último sábado, dia 27. Engajada, militante, ela foi acompanhada em coro quando cantou a música Anjos da Guarda, uma homenagem aos educadores.

Em entrevista a equipe de imprensa do Sinpro, Leci contou que fez a música em 1985, após assistir a uma reportagem sobre uma manifestação dos professores em que os policiais agrediam a categoria. “Fiquei bem indignada quando vi um policial chutando, chutando mesmo um professor. Assim que terminou a reportagem eu fiz a música, de uma sentada só. E hoje me sinto honrada em ver que houve essa empatia entre o meu trabalho artístico e a luta de classes”, explicou ela.

Com um DVD concluído, mas ainda sem gravadora, Leci lamenta que a mídia prefira a banalidade. “Eles querem as coisas descartáveis, que nenhum significado político  ou social”, afirma. Seu CD e DVD já tem nome: é Cidadã da Diversidade e segundo ela tem samba, toada, hip hop, rap, soul e até rock, por isso o nome que lembra a multiplicidade de ritmos.

Durante o show ela convocou os professores a comparecerem à assembleia na próxima terça e enalteceu o trabalho sindical. “É através da luta sindical que vêm as conquistas. Sem a organização sindical seria bem mais difícil reivindicar e lutar por nossos direitos”, entende ela.

Ela, que é deputada estadual em São Paulo, disse que é membro da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa e que também está apoiando a luta por mais recursos para a Educação. “A sociedade está pedindo isso, porque cada vez fica mais claro que a base, a estrutura do desenvolvimento de um povo é a educação”, afirmou.

Foi com muita animação que os professores e  professoras presentes sambaram ao som da Leci e depois dançaram o melhor do pop e rock com a banda Satisfaction. A entrada com carterinha fez com que festa ficasse a “cara” da categoria, um verdadeiro congraçamento entre amigos e companheiros/as de luta e trabalho.

Imprimir