Por administrador em 03/fev/2010

Justiça mantém oito deputados afastados da CLDF



O Presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) negou o novo pedido de suspensão da liminar concedida pelo juiz da 7ª vara de Fazenda Pública do DF, que afastou oito deputados distritais citados na operação Caixa de Pandora, deflagrada pela Polícia Federal. A decisão mantém os deputados impedidos de participar do processo de impeachment do governador do Distrito Federal, acusado de chefiar esquema de distribuição de propina a parlamentares da casa legislativa.
Na decisão da Justiça, em 20 de janeiro, o juiz também determinou a convocação dos suplentes que não são citados nas investigações. Os suplentes atuarão exclusivamente no processo de impeachment. A decisão atinge os deputados Aylton Gomes, Benedito Domingos, Benício Tavares, Eurides Brito, Júnior Brunelli, Leonardo Prudente, Rogério Ulisses, Roney Nemer e os suplentes Berinaldo Pontes e Pedro do Ovo.
Na liminar, o juiz justifica sua ordem: “A excepcionalidade da medida é justificada pela excepcionalidade do momento vivido no Distrito Federal, que requer a intervenção do Judiciário a fim de preservar a Constituição da República, o Estado Democrático de Direito e de suas instituições republicanas”.

Imprimir