Por administrador em 05/nov/2010

IDH brasileiro melhora, mas educação continua sendo entrave



Os dados do Índice de Desenvolvimento Humano divulgados nesta quinta (4) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) trazem um resultado já imaginado por muitos brasileiros: apesar dos avanços, a qualidade da educação no Brasil continua sendo um dos entraves para o crescimento do país.
O Brasil foi classificado em 73º entre 169 países, atrás dos vizinhos Chile (45º), Argentina (46º), Uruguai (52º) e Peru (63º). Apesar dos quatro pontos conquistados desde a divulgação do IDH, em 2009, o que segura a evolução nacional é a qualidade do ensino e o tempo reservado para os estudos. Ao longo dos últimos cinco anos, o número de anos escolares reduziu de 14, 5 para 13, 8.
O desempenho do Brasil foi significativo, sobretudo ao considerar o cenário de estagnação do estudo. Dos 169 países analisados, 116 mantiveram a posição apresentada em 2009 e 27 tiveram desempenho pior. Além do Brasil, somente outros 25 conseguiram melhorar a classificação, de acordo com o relatório do Pnud.
Com informações do site da CNTE

Imprimir