Por administrador em 18/mar/2014

Greve dos professores prossegue em Luziânia



Os professores do Entorno se mobilizam para que as prefeituras cumpram seus compromissos com a categoria. Em Luziânia a greve, que começou no ano passado, foi retomada no início deste mês. A categoria reivindica a recomposição salarial do piso de 2013, o abono salarial do final do ano e uma gratificação de 5% que foi paga a todos os funcionários públicos do município (mas que para os professores, foi de apenas 2,94%).

Além do reajuste, os professores também denunciam más condições de trabalho. Não há diálogo com a prefeitura local, que apenas ofereceu reajuste de 6%. O piso nacional de 2013 não foi pago e também o índice de 2012 não foi alcançado em sua plenitude.

Em Formosa e no Novo Gama, também ocorrem paralisações dos professores. O Sinpro apoia as manifestações e se solidariza com todos os companheiros e companheiras do Entorno nesta luta pela valorização do(a) professor(a) e por uma escola pública de qualidade.

Imprimir