Por administrador em 16/set/2013

Greve de professores municipais chega ao fim em Belém



Após 12 dias de greve, os professores da rede municipal de ensino de Belém decidiram finalizar a paralisação nesta sexta-feira (13). A decisão foi tomada no final desta manhã durante uma assembleia da categoria. Os docentes paralisaram as atividades desde o último dia 2 de setembro.

Durante a tarde, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) reuniram-se com o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, para estabelecer um acordo. Mesmo não estando satisfeitos com a decisão, os professores encerraram a greve por acharem avanços foram conquistados.

“Nossa avaliação é a de que os pontos negociados não foram satisfatórios, mas conseguimos avançar com algumas reivindicações, amarrando pontos importantes, como a formação de uma comissão para diálogo entre o Sintepp e a prefeitura. A gente quer o pagamento do piso salarial, a regulamentação da jornada de trabalho com a área pedagógica, progressão horizontal, que é o aumento de 5% a cada dois anos, o que a prefeitura não cumpre”, disse Aldo Rodrigues, coordenador do sindicato em Belém.

Foi estabelecido que os dias parados não serão descontados, e que os professores que entraram em greve deverão repor as aulas perdidas, em um calendário que será montado com os diretores das escolas e a Secretaria Municipal de Educação (Semec). “Quem ganha é a comunidade escolar. É de absoluta convicção da atual gestão proporcionar o melhor para os alunos. Não queremos contrariar a decisão do juiz, mas vamos tomar as providências necessárias para que os dias paralisados não sejam descontados”, avaliou Zenaldo Coutinho.

Ficou acordado ainda, que a comissão formada por integrantes da Semec e do Sintepp irão elaborar e analisar uma proposta para a eleição de diretores nas escolas de ensino fundamental, estudo este que deverá estar concluído até o final deste mês.

A expectativa é que, também até o final de setembro, seja lançado o edital e a partir de outubro dado início à qualificação e à votação dos candidatos.

Para valorizar os professores da rede municipal, a Prefeitura Municipal de Belém vai fazer a entrega de um tablet para cada docente, no total de 3.500 aparelhos. A gestão planeja a extensão do Programa CredLivro para os professores que atuam na rede.

Com informações da Globo.com

Imprimir