Por administrador em 17/set/2009

Formado Coletivo de Trabalhadores com Deficiência



Um marco na história da CUT. Foi assim que o secretário de Políticas Sociais da Central do DF, Ismael José, avaliou o II Encontro Regional de Trabalhadores com Deficiência, realizado no dia 10 de setembro. Com dez entidades sindicais representadas, além de propostas para o Encontro Nacional do Coletivo de Trabalhadores (as) com Deficiência, os participantes ainda formaram um Coletivo Permanente de Trabalhadores com Deficiência da CUT-DF.

“Este grupo terá a tarefa de discutir políticas afirmativas para as pessoas com deficiência, introduzir os sindicatos nesta luta e fiscalizar o cumprimento dos direitos dessas pessoas”, afirmou Ismael José.

Os participantes também elegeram os delegados que participarão da atividade nacional e propuseram algumas alterações e inclusões no texto base “Por um Projeto Político dos/as Trabalhadores/as com Deficiência”, encaminhado pelo Coletivo Nacional de Trabalhadores com Deficiência. Entre os pontos apresentados, está a reivindicação pela criação de “linhas de pesquisa dirigidas à melhoria das condições de vida e trabalho das pessoas com deficiência, fomentando o uso de novas tecnologias para facilitar a inclusão”.

Entre os seis delegados eleitos para o Encontro Nacional, que será realizado dia 21 de setembro, em São Paulo, está o secretário de Políticas Sociais da CUT-DF. Nesta data também é lembrado o “Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência”. Por isso, neste dia será realizado um Ato Nacional no qual a CUT e várias entidades assinarão um protocolo de adesão à Campanha de Acessibilidade “Siga essa ideia”. A Campanha tem o objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedade para a eliminação das barreiras atitudinais, de informação, arquitetônicas, dentre várias outras que impedem as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida a participarem efetivamente da vida em sociedade.

Dentre os itens da pauta nacional de lutas dos trabalhadores com deficiência está a defesa à Lei de cotas, à diminuição das desigualdades de rendimentos, à implementação de programas e ações de combate à discriminação no trabalho e a realização de mobilizações para garantir políticas públicas de trabalho e emprego para as pessoas com deficiência.

Coletivo permanente
Ainda no dia 10, ficou acordado que o Coletivo Permanente de Trabalhadores com Deficiência da CUT-DF eleito realizará a primeira reunião no dia 29, às 14h, na sede da Central. No encontro, serão abordados os seguintes pontos: eleição de coordenação, estrutura, funcionamento e periodicidade das reuniões do coletivo, indicação de data para um encontro regional que discuta os resultados do encontro nacional.

Imprimir