Por administrador em 29/jan/2010

FMS: Falta de regulação dos bancos pode provocar nova crise



Agência Brasil – O secretário Nacional de Economia Solidária, Paul Singer, defendeu hoje (29) a nacionalização de bancos. “Bancos são extremamente poderosos, hegemônicos dentro do capitalismo, quase independentes e condicionam o resto”, disse ele, ao participar do Fórum Social Mundial Temático da Bahia.

Segundo ele, se a situação dos bancos permanecer a mesma e sem regulação, uma nova crise financeira deverá surgir em prazo de dois a quatro anos. “Com a instabilidade, os bancos não escapam”, lembrou. Durante o evento, ele criticou a postura dos próprios capitalistas que apoiam a entrega de uma função essencialmente pública a “especuladores”.

“É proveito só para eles [os bancos] e, por isso, acredito que eles vão acabar sendo nacionalizados. Eles privatizam uma função pública essencial e isso é intolerável. Estou otimista mas, obviamente, não é uma coisa que acontece de um dia para o outro”, completou.

O secretário destacou ainda que o sistema financeiro precisa estar à serviço da sociedade e que isso só pode acontecer na forma de bancos públicos ou comunitários, como na economia solidária.

Imprimir