Por administrador em 29/maio/2013

Exploração sexual de crianças é tema de campanha no DF



426616_4981748389986_1169220256_n (1)Para combater a exploração sexual de crianças e adolescentes, o Sinpro, o Sesi, o governo federal, o governo do Distrito Federal e o Sindicato dos Permissionários de Táxis e Motoristas Auxiliares (Sinpetaxi-DF) lançaram nesta quarta-feira (29) a campanha “Não desvie o olhar. Denuncie”. A diretora Vanuza Sales representou o Sindicato dos Professores. A iniciativa consiste em divulgar artigos do Estatuto da Criança e os motivos da campanha nos táxis do Distrito Federal. A partir desta quarta, os veículos começam a circular com adesivos da campanha nos vidros. Os recibos fornecidos pelos taxistas também terão informações sobre o crime e sobre como denunciar os casos. A previsão é que pelo menos metade da frota da capital federal, estimada em 5 mil veículos, esteja com os adesivos e materiais da campanha.

Segundo o GDF, adesivos e mensagens de alerta já começaram ser distribuídos entre os motoristas de táxis de Brasília. Uma das informações do material é sobre o disque 100, serviço telefônico utilizado para fazer denúncias. “Na Europa, quando um cliente pega um recibo de corrida, o que ele vê no verso do papel é uma propaganda de uma casa noturna. Aqui, queremos fazer o contrário. Ou seja, os turistas receberão um aviso de que o Brasil não tolera a exploração sexual de suas crianças e adolescentes”, diz o presidente do Conselho Nacional do SESI, Jair Meneguelli.

A iniciativa partiu do conselho do Sesi, com foco na Copa do Mundo 2014, que vai atrair um grande número de turistas à capital federal. Brasília é a primeira cidade-sede da competição a receber a campanha. A previsão é que o programa seja estendido para os outros 11 municípios que sediarão jogos do mundial de seleções no próximo ano. “A campanha ‘Não Desvie o Olhar. Denuncie’, que será reforçada nesta terça-feira pelo GDF, é fundamental para conter desde o primeiro instante possíveis abusos e exploração sexual de nossas crianças e adolescentes”, afirmou a secretária da Criança do DF, Rejane Pitanga.

Segundo a presidente do Sinpetaxi, Maria do Bonfim Pereira de Santana, “os motoristas já são parceiros da polícia. Eles transmitirão essa mensagem do bem com boa vontade e responsabilidade”.

Com informações do Globo.com

Imprimir