Por administrador em 04/jul/2013

Escolas devem se preparar para as Conferências de Educação



Conferência Distrital da Educação será em setembro; Conferência Nacional da Educação em fevereiro de 2014 e as Conferências Livres e Presenciais no próximo dia 08 de agosto

Todos os segmentos interessados na construção de políticas de Estado para a Educação devem se preparar para as Conferências de Educação que serão realizadas no país. A II Conferência Nacional da Educação (Conae), a ser realizada no mês de fevereiro de 2014, em Brasília, será um momento especial na história.

A etapa nacional será precedida por conferências preparatórias e livres, municipais e/ou intermunicipais, estaduais e do Distrito Federal e terá como tema central “O Plano Nacional de Educação na Articulação do Sistema Nacional de Educação: Participação Popular, Cooperação Federativa e Regime de Colaboração”. As conferências livres e presenciais serão deliberativas e acontecerão no dia 08 de agosto de 2013, nas Coordenações Regionais e instituições privadas de ensino. Nelas serão discutidas as propostas vindas das escolas e também se elegerão, proporcionalmente, os delegados dos segmentos à Conae etapa Distrital.

A Conae etapa Distrital será coordenada pelo Fórum Distrital de Educação, órgão colegiado previsto na Lei de Gestão Democrática e composto por entidades públicas, privadas e da sociedade civil. A etapa Distrital será realizada em dois dias, a serem definidos, no mês de setembro.

De acordo com o coordenador do Fórum Distrital de Educação, Henrique Paulo de Oliveira, a etapa regional é bastante importante para as definições da etapa nacional. “O objetivo da Conae Distrital 2013 é realizar um debate amplo, democrático e qualitativo, de forma virtual e/ou presencial nas instituições públicas e privadas da educação básica, superior e profissionalizante, que vão contribuir muito na hora das definições públicas!”, explica.

A Conae Distrital terá um total de 400 delegados eleitos proporcionalmente pelos segmentos, mais os delegados indicados pelas entidades nacionais com direito a voz e voto, palestrantes, convidados.

O segmento da educação básica terá 246 delegados eleitos proporcionalmente ao tamanho (gestores da educação pública; trabalhadores da educação pública; gestores da educação privada; trabalhadores da educação privada; conselheiros de educação; estudantes; e pais).

A educação superior terá 74 delegados eleitos proporcionalmente nos segmentos de gestores federais de educação; gestores distritais de educação superior; gestores educação superior privada; funcionário técnico-administrativo educação superior pública; docentes da educação superior pública e estudantes.

E a educação profissionalizante com 80 delegados eleitos nos segmentos de gestores distritais da educação profissional; gestores federais da educação profissional; gestores da educação profissional privada; trabalhadores da educação profissional pública; conselheiros distritais de educação profissional e estudantes.

A participação dos segmentos pode ser virtual, cadastrando-se na redesocialconae.mec.gov.br/ e acessando as Conferências Preparatórias e Livres criadas pelos Moderadores Regionais da Rede Pública ou de instituição privada, para discutir e propor emendas ao Documento Referência da Conae.

(SEEDF, 02/07/2013)

FONTE: CNTE

Imprimir