Por administrador em 13/maio/2014

Empresa terceirizada dá calote em quase 7,5 mil trabalhadores



A empresa PH Serviços e Administração acaba de protagonizar o maior calote nos governos Federal e do Distrito Federal (DF) e em 7.440 trabalhadores contratados por ela. A empresa é a que mais fatura com contratos de terceirização de serviços com órgãos públicos na Esplanada dos Ministérios e rompeu contratos de prestação de serviços com órgãos públicos, deixando de pagar salários, vale transporte e tíquete alimentação.

A situação dos terceirizados é dramática, embora haja a garantia de que a empresa que suceder a PH Serviços deverá contratar todos os trabalhadores, conforme determina a 56ª Clausula da Convenção Coletiva de Trabalho da Categoria, Incentivo à Continuidade.

A direção do Sindiserviços-DF encaminhou documento para o Ministério Publico do Trabalho (MPT) para assegurar que o tomador de serviços (órgãos federais e distritais) garanta o pagamento do salário, tíquete alimentação e vale transporte do mês de abril devidos para os trabalhadores pela PH.

O alarme de que ocorria problemas sérios na PH Service soou na sexta-feira, quando venceu o prazo de pagamento de salários de abril. Sem remuneração, vale transporte e o tíquete alimentação, os porteiros, copeiras e recepcionistas prestadores de serviços na Fundação Universidade de Brasília (UnB), empregados da empresa PH Service, decretaram greve geral.

Imprimir