Por administrador em 01/out/2013

Profissão Professor – Educação: o grande desafio que o Brasil tem pela frente



lisboa_200x200“Os professores e professoras têm que comemorar o seu Dia. Não adianta lamentações. Elas não levam a nada.” A opinião é do professor Antônio de Lisboa Amancio Vale, diretor executivo da Central Única dos Trabalhadores (CUT/Nacional) e secretário de Finanças da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

 

Lisboa acredita ainda que há muito a fazer para chegar à plena valorização da categoria, sobretudo, em nível nacional. Ele cita, como elementos básicos para chegar a um estágio próximo ao ideal, o tripé: salário; condições de trabalho e formação profissional.

 

O diretor da CNTE considera que já ocorreram avanços na educação do país. Entre eles, a Lei do Piso Salarial e, recentemente, a destinação de 75% dos royalties do petróleo para o ensino público. Mas, segundo Lisboa, os recursos ainda são insuficientes.

 

Só com a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE), que garanta recursos equivalentes a 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para o ensino público, diz Lisboa, o país poderá ter uma educação de qualidade, que volte a atrair os jovens à carreira do Magistério.

 

Para Lisboa, a educação é o grande desafio que o Brasil enfrenta para se tornar, de fato, um país desenvolvido. “Não adianta o país ser rico se as desigualdades persistem”, diz. Lisboa acrescenta que a sociedade, como um todo, tem que assimilar que a educação não é responsabilidade apenas dos governantes, mas, sobretudo, dela mesma.

 

 

Nome: Antônio de Lisboa Amancio Vale
Função: Professor e diretor da CUT e CNTE
Tempo de magistério: 31 anos

 

Ver mais…

Imprimir