Por administrador em 04/abr/2014

Educação integral do DF terá ensino de língua estrangeira ampliado



O Centro Interescolar de Línguas está colocando em prática um projeto-piloto para estender o ensino de inglês, francês e espanhol aos alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental da rede pública do DF. Outra novidade é que para essa faixa etária as aulas serão na própria unidade de ensino. Até agora só era permitido participar dos cursos nos Cils a partir do 6° ano.

O projeto começou por Brazlândia e está beneficiando mais de 500 estudantes da educação integral de 9 escolas. As  aulas são dadas por cerca de 10 jovens educadores, selecionados e treinados pelos professores do Centro Interescolar de Línguas, em curso de formação continuada.

A partir de julho, o projeto será colocado em prática em escolas de período integral do Guará, e a partir daí será estendido para todas as cidades que tiverem uma unidade dos Cils.

“Assim que tivermos escolas que são atendidas pelo CIL daquela região e as mesmas façam adesão à educação integral, organizaremos esse atendimento naquele CIL para essas unidades de ensino regular”, informou a coordenadora pedagógica dos CILs, Ana Cristina Chaves.

Segundo a gerente das Escolas de Natureza Especial (Gnesp), professora Andreza Barbosa, os princípios da educação integral para a formação dos educandos, abre espaço para maior atuação dos Centros Interescolares de Línguas.

“A ampliação do atendimento da educação integral nas escolas da SEDF abre espaço definitivo para que tenhamos mais tempo para o desenvolvimento do ensino e aprendizagem com qualidade em língua estrangeira nos CILs, de forma holística”, afirmou a gerente.

O período de inscrições nos CILs acontece sempre em dezembro e junho para o semestre subsequente, no site da Secretaria de Educação. As unidades estão presentes em Brazlândia, Ceilândia, Gama, Sobradinho, Guará, Taguatinga e duas no Plano Piloto.

(Da Agência Brasília)

Imprimir