Por administrador em 21/mar/2012

Diretor de educação especial da SEE tenta desestabilizar a greve



O Diretor de Educação Especial da SEE, Antônio Leitão, tem utilizado de práticas totalmente antidemocráticas para tentar desestabilizar e boicotar a greve dos professores e professoras do DF. De forma lamentável o Comando de Greve foi informado que Leitão vinha divulgando e-mails cujo texto depreciava a greve, seus motivos e sua condução, chegando a convocar os(as) professores(as) a cooperarem com o governo. Uma tentativa lamentável de desestabilizar a greve dos professores e professoras, enquanto a categoria realiza atividades de convencimento nas escolas, panfletagem e passeatas em todas as regiões administrativas, reivindicando o cumprimento das promessas feitas pelo GDF.

Não bastasse isso, durante a greve desta terça-feira (20) tivemos a informação que Leitão, em um típico ato de autoritarismo e falta de disposição para o diálogo, haveria anunciado a exoneração de todos os comissionados sob sua coordenação que de alguma forma se manifestaram contrários às suas decisões. A atitude arbitrária do diretor de Educação Especial não condiz com a de um governo que, ao menos em lei, está sob a égide da Gestão Democrática do Sistema Público de Ensino.

Neste momento é de extrema importância a participação de cada educador e educadora nas atividades de mobilização, porque é com a nossa luta e garra que conquistaremos nossas vitórias. Não é com ataques à nossa mobilização que o impasse será resolvido, muito menos descaracterizando nossa luta que a greve será resolvida. O que resolverá é o cumprimento do acordo assinado em abril de 2011.

Governador, cumpra o acordo!

Imprimir