Por administrador em 23/ago/2013

Dilma diz que royalties vão garantir melhores salários aos professores



A presidente Dilma Rousseff afirmou na tarde desta quinta-feira, em São Paulo, que parte dos recursos dos royalties do petróleo – aprovados na semana passada pelo Congresso Nacional – serão utilizados para melhorar o salário dos professores. Segundo ela, a profissão de professor precisa voltar a ter “status” no Brasil.

 

 

“Nós precisamos desses recursos para pagar professores. Para transformar em uma profissão que tenha status no Brasil. Sou presidenta do País. Sei que era preciso, necessário, para mudar a realidade, que nós tivéssemos mais recursos do que temos”, disse ela.

 

De acordo com a previsão da Presidência da República, R$ 118 bilhões deverão ser injetados nas áreas de educação e saúde até 2020. Na educação serão pouco mais de R$ 80 bilhões.

 

Acompanhada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e do prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, Dilma participou da solenidade da celebração do milionésimo contrato do Financiamento Estudantil (Fies), utilizado por alunos do ensino superior.

 

“Precisamos de oportunidades. Comemoramos o milionésimo brasileiro a celebrar contrato com o Fies desde 2010. Aquela frustração de muitas pessoas, que tinham um sonho, que era cursar a universidade, está sendo superada”, disse a presidente.

 

De acordo com Dilma o diploma superior melhora as condições de disputa no mercado de trabalho. “A renda com diploma universitário é quatro vezes maior que dos demais”, disse ela, que também aposta no ensino em tempo integral para melhorar o nível de ensino no Brasil.

 

“Isso é essencial para mudar o padrão de educação do País. O complemento no horário não deve ser apenas com atividades esportivas e artísticas. Terão de estudar português, matemática, ciências e necessariamente uma língua”, afirmou.

 

Para o ministro Aloizio Mercadante, é preciso ampliar as vagas para iniciantes no ensino superior brasileiro, que hoje são cerca de 1,2 milhão. “Com mais emprego, as pessoas passam a ter mais vontade de estudar”, disse ele.

 

Antes da cerimônia, Dilma se encontrou com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, em um hotel da capital paulista, local onde ambos almoçaram. Esta é a quinta vez que a presidente vem a São Paulo em menos de um mês.

 

Fonte;  Terra
Imprimir