Por administrador em 06/jan/2014

DF precisará contratar quase 17 mil professores até 2030



De acordo com estudo da Codeplan, o DF precisará contratar mais 16.883 professores até 2030, para atender as demandas da rede pública. O estudo foi baseado nas projeções demográficas no DF e entorno.

Tal valor foi mensurado, considerando todos os níveis de ensino, desde a educação infantil até a superior. Até 2030, a pesquisa prevê o atendimento de 100% dos estudantes dos ensinos infantil, fundamental e médio, ampliar de 10% para 50% o atendimento no ensino profissionalizante e incrementar de 53% para 75% este índice no ensino superior. Para isso, precisarão ser criadas cerca de 577 mil novas vagas.

Na educação básica, o DF conta com 1.686 crianças matriculadas em creches, de acordo com o Censo Escolar. Para ampliar o atendimento, o GDF prevê a construção de 112 creches, sendo que 43 ainda no ano de 2014.

Na educação infantil, a Codeplan aponta que em 2030 o DF alcançará a situação ideal seguindo esta pesquisa, com todas as crianças de 0 a 5 anos na pré-escola. Para isso, apenas nesta categoria, a região carece de mais 179 mil vagas e contratar cerca de 9.500 professores.

O estudo ressaltou que o número de alunos matriculados no ensino fundamental é maior do que a quantidade de crianças (6 a 14 anos) que moram no DF, sinalizando que a região atende um número expressivo de alunos que moram no entorno.

O ensino fundamental de tempo integral atendeu cerca de 4% das crianças, sendo que 83% deles estão na rede pública. A previsão é de que este índice alcance 70% até 2030, carecendo da abertura de mais 258 mil matrículas.

Já no ensino médio atendeu cerca de 77% dos jovens (15 a 17 anos). Até 2030, haverá redução de 7 mil jovens nesta faixa etária, mas o DF deverá criar cerca de 27 mil vagas e contratar cerca de 1700 professores para alcançar a plenitude no atendimento.

 

(Com informações do Correio Braziliense)

Imprimir