Por administrador em 24/fev/2012

Desvio de recursos em Valparaíso: Sinpro apoia nova gestão do Ipasval



Após a comprovação de desvio de mais de um milhão de reais do IPASVAL- Instituto de Previdência e Assistência Social dos Servidores Públicos de Valparaíso, o TJGO(Tribunal de Justiça de Goiás), destituiu o superintendente José Ayres Lopes Filho e nomeou a conselheira Olízia Alves para ocupar o posto interinamente. Em decisão de Ação Popular movida pela própria Olízia, que é presidenta do Sindicato dos Servidores Públicos e de Valparaíso de Goiás – SINDSEPEM/VAL e também Conselheira do IPASVAL, a justiça determinou o imediato afastamento do superintendente do instituto e nomeou a autora da ação judicial para ocupar o cargo na autarquia interinamente pelo período de 90 dias. Olízia tomou posse na manhã desta quinta-feira, dia 23 de fevereiro, acompanhada de Oficial de Justiça e força policial.“Essa, sem dúvida, foi uma das maiores vitórias da luta dos servidores públicos pela moralização da gestão pública no município.” avalia a sindicalista. O Sinpro-DF manifesta publicamente todo apoio a gestão de Olízia e deseja que nesse período as denúncias sejam apuradas e os culpados sejam punidos exeplarmente.
Na decisão o Juiz Rodrigo Rodrigues Prudente determinou também, no prazo de 48 horas, a exibição judicial dos balancetes e demonstrativos contábeis, fiscais e bancários, desde o ano de 2008 até a presente data, bem como da relação de todos os servidores lotados no IPASVAL, especificando o cargo, tipo de nomeação e remuneração. Entre os fundamentos da decisão, está o desvio criminoso de dinheiro público em mais de um milhão de reais, a não obtenção do Certificado de Regularidade Previdenciária – CRP, o que impede o município de receber certas transferências voluntárias de recursos da União, a falta de prestação de contas e a falta de representatividade dos servidores públicos no Conselho Municipal de Previdência – CMP.

Imprimir