Por administrador em 28/jan/2010

Delegação do Sinpro participa do Fórum Social Mundial



Uma delegação de 58 membros da base e diretores do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) participará das discussões e mesas temáticas propostas pelo décimo Fórum Social Mundial, este ano realizado em Porto Alegre e na Bahia de 25 a 27 de janeiro. Uma das atividades centrais do Fórum Grande Porto Alegre será o Seminário Internacional “10 Anos Depois: Desafios e propostas para um outro mundo possível”, que contará com a participação de mais de 70 intelectuais e dirigentes sociais do mundo todo – muitos dos quais integraram o processo de criação e construção do FSM nos últimos dez anos.
Outro tópico que será bastante abordado tanto pelas autoridades presentes quanto por convidados será uma série de ações em prol do Haiti. Como mostra disto milhares de ativistas do Fórum realizaram sua solidariedade às vítimas do terremoto que atingiu o Haiti no último dia 12 e exigiram que sejam enviados mais médicos e alimentos, além do fim da “ocupação militar”. “O Haiti precisa de comida. Não de soldados”, mostrava um das grandes cartazes levados pelos cerca de 15 mil ativistas que, de acordo com cálculos da Polícia, participaram da marcha. A passeata aconteceu sem incidentes ao longo de cerca de cinco quilômetros. Várias mensagens de solidariedade ao povo palestino, a favor dos direitos das mulheres e dos homossexuais, assim como gritos contra as “políticas imperialistas” dos Estados Unidos também foram ouvidos.
O FSM é um espaço de debate democrático de idéias, aprofundamento da reflexão, formulação de propostas, troca de experiências e articulação de movimentos sociais, redes, ONGs e outras organizações da sociedade civil que se opõem ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo. Desta forma, o FSM se caracteriza também pela pluralidade e pela diversidade, tendo um caráter não confessional, não governamental e não partidário. Ele se propõe a facilitar a articulação, de forma descentralizada e em rede, de entidades e movimentos engajados em ações concretas, do nível local ao internacional, pela construção de um outro mundo, mas não pretende ser uma instância representativa da sociedade civil mundial. O Fórum Social Mundial não é uma entidade nem uma organização.

Confira abaixo a programação do FSM na Bahia:
29/01 das 8h às 12h:
– “Sul – Sul como alternativa” (Crise &Oportunidades)
– “Mulher: Crise econômica e emancipação”
– “Reforma Agrária, Agricultura familiar e Soberania Alimentar”
– “Educação e desenvolvimento”
29/01 das 14h às 18h:
– “Racismo e institucionalidade”
– “Mídia e Democracia”
– “Direitos Humanos no século XXI e as questões dos desaparecidos políticos”
– “Mudanças Climáticas pós-Copenhagen e Soberania Energética”
30/01 das 8h às 12h:
– “Convergência das crises” (C&O)
– Descolonização do pensamento na América Latina e África
– “Crise e Trabalho”
– “Governança e Paz Mundial”
30/01 – das 14h às 16h:
– “O desenvolvimento é necessariamente um processo de concertação”
– Diálogos e controvérsias entre atores sociais e chefes de estado da América Latina e África.
31/01 das 8h às 12h:
– “Estratégia de Governança” (C&O)
– “A esquerda hoje e as contribuições dos pensadores da América Latina e África”
– “Violência nas periferias urbanas e ameaça à democracia”
– “Fobias, intolerância e lógica igualitária”
– “O ofício de viver samba e diversidade cultural: Brasil, América Latina e África”

* Programação do FSM em Porto Alegre:
25/01 das 9h-10h30:
– Mesa de Saudação
26/1 das 9h-12h:
– A Conjuntura Mundial Hoje
– A Conjuntura Ambiental hoje
– A Conjuntura Econômica Hoje
– A Conjuntura Política Hoje
– A Conjuntura Social Hoje
– Elementos da Nova Agenda I
– Sustentabilidade
– Economia e Gratuidade
28/1 das 9h-12h:
– Elementos da Nova Agenda II
– Direitos e Responsabilidades Coletivas
– Novo Ordenamento Mundial
– Como Construir Hegemonia Política
29/1 das 9h-11h:
– Sistematização das Grandes Questões e contribuição para o Processo Fórum Social Mundial
– A Multiplicidade dos Fóruns

Imprimir