Por administrador em 13/ago/2014

Debate analisa constituintes latino-americanos como referência para reforma política



A direção da CUT-Brasília promoveu na noite desta segunda-feira (11) um debate para analisar os processos constituintes de países latino-americanos. A idéia foi obter subsídios para a iminente realização do plebiscito popular no Brasil com vistas à convocação de uma Constituinte para a reforma do sistema político em nosso país.

O encontro contou com a participação de representantes das embaixadas da Bolívia, Equador e Venezuela que compartilharam suas experiências recentes nessa área com cerca de 50 dirigentes de movimentos sociais, estudantes e sindicalistas.

De acordo com a avaliação do secretário de Política Social da CUT, Ismael José César, a troca de experiências com os países irmãos latino-americanos deu destaque para as conquistas da classe trabalhadora e chamou atenção para a importância do plebiscito marcado para acontecer entre 1º e 7 de setembro, como o primeiro passo capaz de promover a realização das reformas necessárias para a transformação social do Brasil.

“A realização do plebiscito será importante para que criemos condições para bloquear a influência do poder econômico na composição do Executivo e Legislativo. Precisamos ter um Congresso representativo da sociedade e capaz de realizar reforma agrária e política, que garanta a democratização da mídia no Brasil e avance no processo de consolidação da plataforma da classe trabalhadora, a grande maioria da população brasileira”, afirma.

Imprimir