Por administrador em 10/mar/2011

Cut e centrais sindicais serão recebidas pela presidenta Dilma na sexta



A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e as demais centrais serão recebidas em audiência pela presidente Dilma Rousseff na manhã desta sexta-feira (11), no Palácio do Planalto. Conforme o presidente em exercício da CUT, José Lopez Feijóo, “a expectativa é abrir um canal de comunicação permanente com o governo para debatermos o conjunto da pauta da classe trabalhadora”.

Entre os eixos centrais, destaca Feijóo, estão “a correção da tabela do Imposto de Renda, tema ainda pendente, que precisamos resolver” e pautas que encontram-se no Congresso Nacional, como a ratificação da Convenção 158 da OIT (Organização Internacional do Trabalho) – que coíbe a demissão imotivada; a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salário e a regulamentação da Convenção 151 – já aprovada pelos parlamentares.

CONTRIBUIÇÃO NEGOCIAL –Segundo Feijóo, há um empenho por parte da CUT em trazer para o centro do debate a construção de um canal de negociação para garantir o cumprimento do acordo firmado pelas centrais sindicais com o governo quando do reconhecimento das centrais em agosto de 2008, que estabelecia que o imposto sindical deve ceder espaço à contribuição negocial. De acordo com o ministro Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República, Dilma deixou em aberto a pauta desta primeira reunião com o movimento sindical para que as centrais pudessem apontar quais são as prioridades da classe trabalhadora. Na oportunidade também será informado sobre o decreto que possibilita a eleição de um representante dos trabalhadores no Conselho de Empresas Estatais.

Imprimir