Por administrador em 12/fev/2010

CUT-DF: em defesa de Brasília



A Central Única dos Trabalhadores do Distrito Federal (CUT-DF) mais uma vez destaca que a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em mandar prender o ex-governador Arruda foi de extrema integridade, na medida em que afasta da sociedade o principal envolvido no escândalo de arrecadação e distribuição de propinas que se abateu sobre o DF. Fato inclusive corroborado agora pelo Ministro Marco Aurélio, do STF, que negou o pedido de habeas corpus a Arruda.
Entretanto, a CUT ressalta que esta questão poderia ter sido resolvida há muito tempo caso não houvesse a inércia da Câmara Legislativa do DF (CLDF), que mesmo três meses após as denúncias do esquema de corrupção sequer conseguiu constituir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para apreciar a legalidade dos diversos pedidos de impeachment que pairam sobre Arruda, sem falar das manobras de obstrução praticadas por alguns parlamentares. É lamentável que próximo aos festejos dos 50 anos de Brasília sua população tenha que conviver com uma situação triste com esta.
A CUT-DF ressalta a importância da autonomia política do DF, conquistada com muita luta pelo movimento social ao longo dos anos e, baseada no compromisso com a volta à normalidade, exige que a Câmara Legislativa e o judiciário apurem com rigor todas as denúncias de corrupção e dêem seqüência imediata aos processos de impeachment que tramitam na Casa.

Imprimir