Por administrador em 21/dez/2011

Cursos de formação continuada estão garantidos para professores(as) da SEDF



Em uma ação promovida pelo Fórum Distrital Permanente de Apoio à Formação Docente, com a participação efetiva do Sinpro, a formação complementar ou formação continuada, será realizada em 2012 nas áreas de Ciências Naturais, História, Geografia, Letras, Matemática,Biologia, Química e Física, entre outras. Durante o próximo ano letivo serão oferecidas aproximadamente 700 vagas para os cursos de segunda licenciatura aos profissionais do magistério da Educação Básica. No último dia 16, a Universidade de Brasília formalizou a adesão ao plano estratégico do DF, oferecendo formação inicial aos professores que não têm licenciatura plena, nas áreas de Ciências Naturais, História, Geografia e Filosofia.

Atualmente, dos 28.293 docentes na ativa, 17.289 são especialistas, 805 mestres e 76, doutores. Entretanto, existem 566 profissionais Classe B que ainda apresentam licenciatura curta como formação inicial, que atuam nas séries finais do ensino fundamental e exibem média de tempo de serviço de 16 anos nas unidades da SEDF. Assim como a UnB, o Instituto Federal de Brasília, em 2012, ofertará vagas para segunda licenciatura em Química, Física, Biologia e Dança. A segunda licenciatura será especialmente para professores, orientada pelo Parecer 08/2008 do Conselho Nacional de Educação, com duração de um ano ( 800 horas).  A UnB ofertará também, a partir do 1º sem/2013, 800 vagas para licenciatura plena em pedagogia voltada aos cerca de 800 professores Classe C, que são profissionais de nível médio que atuam na Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

Fórum Distrital

O Fórum Distrital foi instituído pelo Ministério da Educação (MEC), por meio do Decreto 6.755/2009. Durante 2011, os membros se reuniram com o objetivo de organizar, em regime de colaboração entre a União e o DF, a formação inicial e continuada de docentes da Educação Básica. O plano estratégico do Fórum prevê ações entre 2012 a 2017 voltadas ao desenvolvimento de programas, coordenação e aprovação das prioridades e metas dos programas de formação inicial e continuada para docentes e demais questões pertinentes ao bom funcionamento dos projetos.

Várias entidades participaram das discussões do Fórum Distrital, como o Sindicato dos Professores do DF (Sinpro), Sindicato dos Auxiliares em Administração Escolar (SAE), Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe), União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Fórum de Educação de Jovens e Adultos (FEJA), Instituto Federal de Brasília (IFB), e o Sindicato dos Professores das entidades de ensino particulares do Distrito federal (Sinproep).

Imprimir