Por administrador em 09/dez/2013

Cota para negros no serviço público é tema de debate da CUT-DF nesta terça (10)



Entre os convidados estão o deputado federal Vicentinho e a secretária de Políticas de Ações Afirmativas da Seppir, Ângela Maria

O Projeto de Lei 6738/2013 que determina cota de 20% das vagas para negros em concursos públicos federais, de autoria do Executivo e que está tramitando na Câmara, é o tema do CUT Brasília Debate que será realizado nesta terça-feira (10), a partir das 19, no Teatro dos Bancários (EQS  314/315 – Asa Sul).

Serão debatedores o deputado federal Vicentinho (PT-SP), cujo relatório favorável ao projeto foi aprovado pela Comissão de Trabalho na semana passada, e Ângela Maria de Lima Nascimento, secretária de Políticas de Ações Afirmativas da Seppir, órgão vinculado à Presidência da República.  

A secretária de Combate ao Racismo da CUT-DF, Maria Isabel Caetano, explica que o alcance do PL 6738 deve ser amplamente discutido, pois ele será mais um dos instrumentos para fazer justiça ao povo negro que foi historicamente perseguido e excluído na sociedade brasileira. “A cota para negros no serviço público será mais uma política afirmativa para a inserção dos negros e promover a igualdade de oportunidades no mercado de trabalho. Um exemplo que deve ser seguido por outros poderes na área federal e nos Estados e municípios. Não dá mais pra esperar. As medidas para equidade racial e combate ao racismo são urgentes”, explica Maria Isabel, que coordenará o debate desta terça.

A secretária de Combate ao Racismo informa que a direção da CUT-DF já anunciou sua posição favorável ao PL 6738 e que a Central iniciou a campanha Tô Junto pela aprovação do projeto na Câmara. Dirigentes CUTistas acompanharam a aprovação do PL na Comissão de Trabalho e pressionarão parlamentares para que votem a favor do projeto em outras comissões (Direitos Humanos e Constituição e Justiça) e no Plenário.

Maria Isabel convoca todos os dirigentes de sindicatos de Brasília e dos municípios vizinhos do Entorno (Ride) e convida militantes de movimentos sociais, políticos e sindicais e a população a participarem do debate desta terça e, depois, se engajarem na campanha pela aprovação do PL 6738 – Tô Junto.

Escrito por: CUT-DF

 

Imprimir