Por administrador em 04/fev/2014

Congresso Nacional de Jornalistas vai discutir democratização da comunicação



Marcado para os dias 2 a 6 de abril, em Maceió (AL), o 36º Congresso Nacional dos Jornalistas está no centro das agendas dos sindicatos da categoria. Vários deles organizam seus Congressos estaduais ou Encontros preparatórios para março. A Executiva da FENAJ prorrogou o prazo de envio de teses e inscrição de delegações ao evento nacional até o dia 17 de março.

Bianual, o Congresso Nacional dos Jornalistas – instância máxima de deliberações do movimento sindical da categoria – geralmente é realizado no segundo semestre de cada ano. Em função da situação excepcional da realização da Copa do Mundo de 2014, além da eleição no Brasil, o Congresso de Alagoas, com o tema central “O Jornalista, o Jornalismo e a Democracia”, foi antecipado para o primeiro semestre.

O evento será aberto no dia 2 de abril, às 20h30, com a conferência sobre o tema central. Na mesma data, durante o dia, acontece o I Encontro Nacional de Jornalistas pela Igualdade Racial (I Enjira) e a reunião ampliada da Comissão da Verdade instituída pela FENAJ com as comissões estaduais instituídas pelos sindicatos.

Ao todo, o congresso terá seis painéis, com os temas “O futuro do passado do jornalismo”, “A crise do mau jornalismo”, “Jornalismo novo ou novas plataformas”, “Defesa do trabalho, defesa da democracia”, “Regular para democratizar” e “O jornalismo e a democracia contemporânea”.

Também haverá quatro Rodas de Conversa, abordando temas como: Ética jornalística e democracia; O poder feminino nas redações; Novas diretrizes curriculares e estágio em jornalismo; e Jornalismo investigativo – ferramentas e conflitos éticos na apuração.

As oficinas, num total de seis, tratarão de assuntos como: Qualidade da imagem e o imediatismo da notícia; Apuração e texto final no webjornalismo; Os limites da lei na cobertura eleitoral; Jornalismo no rádio; Assessoria de imprensa e redes sociais; e Jornalismo esportivo – a logística de um repórter na Copa do Mundo.

Entre os palestrantes confirmados constam nomes como o do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo; do presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Nelson Breve; do sociólogo francês Dominique Wolton; do jornalista Alberto Dines, do Observatório da Imprensa; dos professores e jornalistas Eduardo Meditsch, da UFSC, Juremir Machado, da PUC/RS, Fábio Fernandes e Pollyana Ferrari (da PUC/SP e ECA/USP, respectivamente) e do experiente repórter fotográfico Juca Varela.

Congressos e teses

Grande número de Sindicatos dos Jornalistas optaram por realizar seus congressos estaduais para eleição de delegados e aprovação de teses ao 36º CNJ nos dias 8 e 9 de março. São os casos, por exemplo, do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Município do Rio de Janeiro. Em Minas Gerais, o Congresso Estadual está confirmado para o dia 15 de março. No Distrito Federal o evento será dias 14 e 15.

Nos próximos dias a FENAJ encaminhará aos Sindicatos as teses guias para o processo deliberativo nas plenárias do 36º CNJ. Os Sindicatos poderão emendá-las ou propor suas substituições com teses aditivas, supressivas ou substitutivas, bem como apresentar novas teses (avulsas) que não estejam contempladas nas teses guia. Todas, porém, deverão passar por prévia deliberação de Congressos, Encontros ou assembleias da categoria. Não serão aceitas teses individuais de delegados ou observadores. O prazo final para inscrição de teses e delegados é o dia 17 de março.

Inscrições

Jornalistas, professores e estudantes de jornalismo já podem fazer inscrição no site do Congresso. No espaço virtual, os interessados também poderão encontrar informações gerais sobre o evento.

Fonte: Fenaj

Imprimir