Por administrador em 09/out/2013

Confederação acompanha Audiência Pública sobre PNE no Senado



O Plano Nacional de Educação (PNE) foi tema de audiência na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) nesta terça-feira (8). A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) esteve presente para pedir agilidade na votação do projeto de lei. A audiência requerida pelo relator, senador Alvaro Dias (PSDB/PR), para instruir o Projeto de Lei da Câmara (PLC 103/12) que aprova o PNE, teve o objetivo de debater a questão do financiamento ao setor educacional, atualmente insuficiente para melhorar a qualidade e a cobertura do ensino.

De acordo com Edmílson Lamparina, coordenador do Departamento de Funcionários de Escola (Defe) da CNTE, a pauta das entidades da educação que estiveram presentes é uma só: “O PNE foi descaracterizado quando saiu da Câmara e esse ritmo de retrocesso imposto pelo Senado é inviável para as entidades de classe”.

O senador Alvaro Dias destacou a histórica inversão de prioridades no País e lembrou que o Brasil está gastando R$ 28 bilhões com a organização da Copa do Mundo, valor que, se fosse gasto com educação, seria suficiente para garantir o ensino a todos os brasileiros na faixa dos quatro aos 17 anos: “Sem que sejam ampliadas as fontes de financiamento e se não houver a melhoria da gestão deficiente no setor, não expandiremos a cobertura nem a qualidade da nossa educação”, afirmou.

 

Imprimir